:: DAX Investimentos - Os melhores investimentos - ARTIGO: Como investir na bolsa de valores – Guia Definitivo


Como investir na bolsa de valores – Guia Definitivo

O objetivo deste artigo é mostrar, de forma direta, um passo a passo de como investir na bolsa de valores.

Lembrando que aplicar na bolsa é um investimento de alto risco, portanto, estude bastante e/ou aconselhe-se com um especialista para escolher as melhores opções de investimentos para o seu perfil de investidor.

Não só para ações, mas para qualquer tipo de investimento, informação e conhecimento, literalmente, “valem dinheiro”. Quando se trata, principalmente, de investimentos na bolsa de valores, conhecimento é o que separa os investidores de sucesso dos que mais perdem dinheiro do que ganham.

Portanto, nunca deixe de estudar e fazer cursos,  essa é a primeira etapa do investimento. Primeiro você investe em treinamento e, posteriormente, realiza dos investimentos na prática. Não fique seguindo “gurus” da internet. Aprende como a bolsa de valores funciona e faça os investimento da maneira correta, por conta própria. Conhecimento é muito valioso nesse cenário. Dos cursos que já me foram apresentados, o que mais me chamou atenção pela qualidade foi este aqui.

O que é e como funciona a bolsa de valores?

A bolsa de valores é o local no qual podem ser negociados produtos financeiros, em termos bem simples, é um mercado de compra e vendas.

Empresas do mais diversos setores têm seus produtos financeiros negociados na bolsa de valores.

Atualmente, o sistema de compra e venda de produtos financeiros funciona de maneira totalmente online, o que facilita o acesso de todos.

Abrir o capital para negociar na bolsa de valores é uma forma que as empresas encontram para capitação de recursos. É como se a empresa vendesse um “pedaço” de si para o investidor.

O que são ações?

Ações são como “pedaços” da empresa, ou seja, ao comprar um ação, você passa a possuir uma parte da empresa na qual investiu, sendo, assim, sócio dela.

O valor das ações varia para baixo e para cima durante todo o tempo. A determinação do preço de uma ação envolve um grande número de fatores referentes à própria empresa, ao mercado, à economia etc.

Portanto, o preço das ações não é padronizado. Elas podem valorizar-se ou desvalorizar-se a qualquer momento.

As ações negociadas na BM&FBovespa , são as PN e ON.

Investir na bolsa de valores é seguro?

Investimento em ações é considerado um investimento de risco, pois é de renda variável, ou seja, sem qualquer garantia de ganho ou estimativa de perda. Portanto, é muito importante investir com segurança do que se está fazendo.

Dessa forma, caso você ache complexo o investimento em ações, conheça os Fundos de Ações. O investimento é mais simples e as possibilidade de ganhos são as mesmas.

Por que investir em ações então?

Pela regra financeira de que “quanto maior o risco, maiores os ganhos possíveis”. Quem investe em renda fixa sabe que, embora sejam seguros, os rendimentos são bastante limitados, já, quando falamos de ações, não há limite de rendimentos.

Lógico que, para maior rentabilidade e segurança, você deve saber exatamente o que está fazendo. Muita gente não sabe mas, mesmo em tempos de crise, é possível ganhar muito dinheiro na bolsa de valores.

Você pode comprar uma ação por R$ 10,00 hoje e amanhã ela estar valendo R$ 100,00, por exemplo. Logicamente é um exemplo bastante exagerado e improvável, mas o utilizamos para que você entenda a razão de termos afirmado que ações tem possibilidades ilimitadas de ganho.

Contudo, como renda variável que é, nada impede que você compre a mesma ação por R$ 10,00 e no dia seguinte ela esteja valendo R$ 1,00.

Como investir na bolsa de valoresOutro risco envolvido na negociação de ações é a liquidez. Lembre-se, bolsa de valores nada mais é do que um mercado de compra e venda, de maneira que, quando você decidir vender alguma ação, precisará que alguém queira comprar, não importa o preço. Portanto, recomendo estudar e investir em ações de boa liquidez.

Como dissemos, vários fatores influenciam o preço das ações, de maneira que caso você queira entrar “para ganhar” nesse mercado tem duas opções: contratar uma consultoria especializada (custa um pouco caro!) ou estudar por conta própria. A segunda opção é mais barata e tem a vantagem de que você entenderá e fará parte do processo, não apenas deixará nas mãos de outra pessoa.

Historicamente, no longo prazo, ações têm se mostrado investimentos altamente rentáveis, e essa é sua atratividade.

Investimentos em renda fixa são mais seguros, mas com rentabilidade limitada. Investimentos em ações, quando feitos da maneira correta, propiciam ganhos altos e constantes. Ressalto, novamente, a importância de fazer uma treinamento. Para conhecer o curso indicado por mim, CLIQUE AQUI.

Enfim, devido à essa possibilidade de altos ganhos, é interessante ter parte de seu patrimônio investido em ações.

A partir de quanto posso investir na bolsa de valores?

Não há valor mínimo para investimento em ações. Contudo, investir na bolsa possui alguns custos (falaremos mais abaixo), de forma que se você for investir pouco dinheiro (menos que R$ 1000,00), talvez seja mais interessante investir em fundos de investimentos em ações.

Basicamente, para operar ações, você pode comprar um lote padrão ou comprar no mercado fracionário (frações de lote padrão).

Lotes padrão

Algumas ações são vendidas em lotes de 1, 10, 100, 1000 etc ações. O lote mais utilizado na BM&FBovespa é do de 100 ações. Ou seja, se uma ação custa R$ 5,00, você compraria o lote com 100 ações por R$ 500,00.

Mercado fracionário

Neste mercado são negociadas frações de lote padrão. Dessa forma, você pode comprar 3, 4, 15, 1054 … ações, ou seja, não há um valor fixo a ser adquirido ou vendido, você negocia quantas ações quiser.

Custos para investir em ações

Para simplificar, falaremos dos três custos básicos: custódia, corretagem e emolumentos.

Taxa de Custódia

Trazendo para nossa linguagem comum, a taxa de custódia é um valor cobrado pelas corretoras para manter seu cadastro (conta) na mesma, ou seja, é como se fosse uma “taxa de manutenção” da conta. Essa cobrança não é obrigatória e não tem valor fixo, portanto, varia de corretora para corretora.

Taxa de corretagem

É a taxa cobrada pelas corretoras para realizar suas movimentações financeiras, como compra e venda, por exemplo, junto à Bovespa. Também não há valor fixo, cada corretora determina seu preço.

Emolumentos

São valores cobrados pela Bovespa sobre os valores operados. No momento em que escrevemos este artigo, tais valores são:

Como investir na bolsa de valores - passo a passo
Dessa forma, quando decidir investir em ações, coloque os valores descritos acima em seus cálculos para determinar se o investimento realmente será rentável.

Impostos para investimento em ações

O Imposto de Renda é de 15% sobre o ganho, ou seja, se você comprou R$1000,00 em ações e vendeu por R$ 1500,00, teve um ganho de R$500,00 e pagaria 15% destes R$500,00 de imposto de renda, no caso, R$75,00.

Lembramos, contudo, que vendas menores que R$ 20.000,00 são isentas de imposto de renda.

Algumas operações, como Day Trade (compra e venda no mesmo dia) tem forma de tributação diferente.

Em verdade, precisaríamos de um artigo para falar somente sobre como calcular imposto de renda de ações.

Não vamos nos alongar no assunto neste artigo. Algumas corretoras tem um sistema que realiza esse cálculo para você, de forma que esta é uma característica que deve ser verificada antes da contratação.

Como investir na bolsa de valores – passo a passo

Certo, explicado como funciona, vamos agora ao passo a passo de como investir na bolsa de valores.

1º Escolher a corretora

Nós não podemos, diretamente, comprar e vender ações na bolsa de valores. Para negociarmos ações, precisamos fazê-lo por meio de uma corretora ou de um banco. Normalmente corretoras têm taxas mais atrativas do que os bancos.

Para realização dos negócios, utilizamos um sistema chamado Home Broker. Esta ferramenta permite que, pela internet, consigamos negociar ações na bolsa de valores de maneira bastante rápida e simples. A qualidade do home broker deve ser um ponto levado em consideração na hora da escolha da corretora.

Não temos relação de sociedade ou financeira com nenhuma corretora, citaremos aqui, somente a título de exemplo, algumas corretoras para que você analise custos, características etc:

2º Transferir fundos para sua conta

Por razões de segurança, só são aceitas, atualmente, transferências entre contas pertencentes ao mesmo CPF. Ou seja, se você tem uma conta no Banco do Brasil, por exemplo, terá que transferir o dinheiro de tal conta para a conta da corretora.

Normalmente tais transferências são feitas por DOC ou TED.

Assim que for confirmada a transferência, seu dinheiro estará disponível na corretora e você já poderá começar a operar.

3º Escolher as ações e investir

Essa é a parte mais “complexa”. Se ganhar dinheiro com ações fosse simples todo mundo ganhava, não é verdade? Por essa razão, caso você queira realmente investir com segurança e possibilidade de ganhos, passe a estudar e se informar sobre o assunto. Com a estratégia certa, é possível ganhar muito dinheiro na bolsa e reduzir consideravelmente os riscos. Neste link você pode conhecer o curso indicado por mim. A qualidade do material é enorme e, após a conclusão, você certamente será um novo investidor.

É isso! Espero ter esclarecido, neste post, como investir na bolsa de valores.

LEITORES DO DAX INVESTIMENTOS
Preencha seu e-mail e receba meus artigos gratuitamente!
Garantimos sua privacidade. Não divulgamos seu e-mail!

Leia também:

Aluguel de ações – Como funciona

Aluguel de ações, você sabia que é possível? Então, está aí uma ótima forma de ...

6 comentários

  1. Valter é possível motar uma carteira de ações iniciando com o valor de R$2.000,00?
    No cado qual a quantidade ideal de empresas nessa carteira pra iniciar?
    Entrar nas cestas de LTF de ações é vantajoso?
    Sou iniciante mas tenho interesse é ser em um investidor no perfil moderado pensando no longo prazo.

    • Olá Francisco, ETFs são sim uma opção a ser considerada, há redução de custos e até de riscos. Tenho como política aqui no blog não fazer recomendações específicas, assim, terei que me abster de indicar empresas, pensando no logo prazo, há de ser feita uma análise fundamentalista. Na verdade, em renda variável, embora tenha taxas de administração maiores, eu tenho quase que a totalidade de meus investimentos (a fatia da renda variável, logicamente) aplicada em fundos de ações. Faço isso por ter uma estratégia de investimento que fui desenvolvendo e melhorando com o passar dos anos, de forma que reduzo a quase zero os custos e praticamente garanto alta lucratividade. Nos próximos dias publicarei um post sobre fundos de ações e explicarei minha estratégia. Quando comecei, tinha menos dinheiro que você 🙂 . Caso ainda não tenha feito, inscreva-se na lista de leitores do Dax no formulário abaixo que, logo que eu postar, você será avisado. Abraços.

  2. Roosevelt magalhães

    Tenho vontade de realizar investimentos na bolsa de valores,mas tenho duvidas com relação a cursos ministrados pela internet.Apenas lendo materiais disponiveis na internet ajudariam para tal investimento ou no caso de fazer cursos, você poderia me orientar,Desde já agradeço.

    • Olá Roosevelt, depende muito do seu conhecimento atual, algumas pessoas desenvolvem bem somente com o que leem na internet, contudo, para conhecimento mais aprofundado, o ideal é fazer algum curso mesmo. Abraço.

  3. E possivel ter acoes e nao pagar taxa de custodia? Se positivo a resposta: como se faz pra vender, comprar,etc

    • Olá Luiz, a taxa de custódia varia de corretora para corretora, não conheço nenhuma corretora que, no momento, não cobre taxa de custódia (pelo menos para pequenos investidores). A compra e venda de ações é feita no Home broker da sua corretora. Abraço.

Wordpress SEO Plugin by SEOPressor