:: DAX Investimentos - Os melhores investimentos - ARTIGO: Investimento prefixado e pós-fixado – como funcionam?


Investimento prefixado e pós-fixado – como funcionam?

Os investimentos, principalmente, em renda fixa, são feitos sob uma “promessa” de uma taxa de juros de retorno. Essa taxa de juros pode ser prefixada ou pós-fixada. Você sabe como funciona o investimento prefixado e o pós-fixado? Veja neste post.

Diferença entre investimento prefixado e pós-fixado

  • Prefixado: a taxa de retorno é conhecida no momento em que se faz o investimento, ou seja, aconteça o que acontecer você deve receber a taxa de juros pactuada.
  • Pós-fixado: a taxa de retorno só é conhecida no momento do recebimento ou prazo final do investimento. Dessa forma, o investidor não sabe, de início, quanto terá de rendimento exatamente.

Vantagens e desvantagens do investimento prefixado e pós-fixado


Os investimentos com juros prefixados são, claramente, mais “seguras”, já que você sabe o quanto receberá de rendimento já no momento da contratação.

Em razão de serem fixas, muitas vezes, acabam sendo menos lucrativas, principalmente em momentos nos quais a economia estiver passando por uma fase de juros altos. Nesse cenário, por mais que os juros continuem subindo,  quem fez um investimento prefixado não terá seu rendimento alterado.

Por exemplo: digamos que os juros da economia estejam a 6,5% ao ano e você invista em um CDB que lhe ofereça 6,5% ao ano. Mesmo se os juros da economia subirem para 10%, como a rentabilidade do investimento que você fez é prefixada, você teria como rentabilidade apenas os 6,5% contratados.

As aplicações com juros pós fixados são menos “seguras”, já que você só saberá o quanto receberá de rendimento posteriormente. Em razão disso, seu lucro final pode ser menor do que você imaginava, caso a taxa à qual seu investimento esteja atrelado caia no período. Contudo, em caso de alta na referida taxa, seus investimentos terão acréscimo no rendimento.

Por exemplo. Digamos que você contrate um CDB que lhe ofereça uma rentabilidade de 120% do CDI. Digamos que o CDI no momento esteja em 6,3% ao ano. Consideremos que o prazo desse CDB seja de 2 anos. Digamos que nesse prazo o CDI suba para 10% ao ano. Nesse caso, a rentabilidade do seu investimento seria de 120% calculados sobre 10 e não sobre os 6,3 de quando você aplicou.

Logicamente  o cálculo não é tão simples assim a alteração do CDI não ocorre de maneira tão direta, utilizei esse exemplo somente para que você entenda o funcionamento. Se você ainda não leu, recomendo a leitura do meu post: o que é CDI.

Investimento prefixado e pós-fixado: qual o melhor?

De maneira bastante simplória, o investimento prefixado é mais recomendado quando você acredita que a taxa de juros vai se manter igual ou cair; e o pós-fixado quando você acredita que os juros irão subir.

Outra coisa a considerar é o nível de previsibilidade que você precisa ter. Por exemplo, caso você esteja aplicando para ter, com certeza, um determinado rendimento, é melhor escolher um prefixado, pois, não importa o que aconteça, você vai receber aquela rentabilidade.

Quer entender mais sobre investimentos? Inscreva-se nos formulários no topo da página ou no final do post que, sempre que eu postar algo, você será avisado por e-mail.

Você viu, neste post, como funciona o investimento prefixado e pós-fixado.

LEITORES DO DAX INVESTIMENTOS
Preencha seu e-mail e receba meus artigos gratuitamente!
Garantimos sua privacidade. Não divulgamos seu e-mail!

Leia também:

Banco Sofisa Direto é Confiável

Banco Sofisa Direto é Confiável? Veja

Quando falamos em investimentos em renda fixa, quase que invariavelmente, recomendamos que o investidor fuja …

2 comentários

  1. “As aplicações com juros pós fixados são menos “seguras”, já que você só saberá o quanto receberá de rendimento posteriormente. Em razão disso, seu lucro final pode ser menor do que você imaginava, caso a taxa à qual seu investimento esteja atrelado caia no período. Contudo, em caso de alta na referida taxa, seus investimentos terão acréscimo no rendimento”. Gostaria por gentileza de uma orientação quanto a queda da taxa. Qual taxa? Seria a selic? Investindo em LCI Pós – Fixada o ideal é a taxa selic aumentar? Qual é a relação entre taxa selic e o rendimento?

    Atenciosamente

    Júlio

    • Olá Júlio. A “taxa” varia de investimento para investimentos. Há títulos atrelados à SELIC, CDI, IPCA, IGPM… enfim, depende do título. Digamos que exista uma LCI que pague 90% do CDI, quanto maior for essa taxa (CDI), maior será sua rentabilidade. Portanto, quando aplicamos em investimentos pós-fixados atrelados a um determinado índice, o ideal é que tal índice se valorize ou, no mínimo, permaneça igual. Agraço.