:: DAX Investimentos - Os melhores investimentos - ARTIGO: Como investir em ações – Passo a Passo


Como investir em ações – Passo a Passo

Olá, após ter postado para vocês uma sequencia de algumas aplicações e resgates realizados em fundos de ações vou fazer o mesmo com aplicações diretas em ações.

Serão posts muito mais práticos do que teóricos. Mas antes, vou mostrar aqui um o passo a passo de como investir em ações. A parte teórica básica pode ser vista neste post.

Caso ainda não tenha lido, é importante que o leia antes de prosseguir.

Nesse trabalho não abordarei como faço para escolher qual ação comprar em cada momento. Isso ficará para o futuro. O que pretendo aqui é dar as noções básicas necessárias para você começar a investir em ações.

Neste post abordarei as questões práticas de como investir em ações.

Como investir em ações: 1º passo

Como você viu no post teórico, fazemos nossas aplicações por meio de uma corretora. Não é possível investir diretamente utilizando o site da BM&FBosvespa ou outro sistema.

Se você é um pequeno investidor, uma das suas principais preocupações devem ser as taxas, principalmente de custódia e corretagem.

A taxa de custódia é como uma “mensalidade” que a corretora cobrará pelo fato de você possuir ações adquiridas por meio dela. Em uma comparação bem “pobre”, seria como a taxa de manutenção da sua conta corrente.

A cobrança e o valor da taxa variam de corretora para corretora. A título de exemplo, no momento que escrevo este post (17/04/2017), a corretora Rico tem taxas de custódia fixas e variáveis de acordo com o volume de dinheiro negociado. A taxa fixa é de R$ 12,50 por mês. Um ponto interessante é que, desde que você faça pelo menos duas operações em ações no mês, a taxa fixa passa a ser gratuita. Ou seja, se você faz duas ordens (de compra ou de venda) durante o mês, não pagará nenhuma taxa de custódia. Se você, por exemplo, comprar ações no dia 1 e vender no dia 10, já não pagará taxa de custódia referente a esse mês.

Quanto à corretagem, também não há valor fixo. Varia de corretora para corretora. Na Rico, a corretagem hoje (17/04/2017) é de R$ 8,90 para lote fracionário e R$ 16,20 para lote padrão (expliquei a diferença no post citado no início).

Existem, ainda, os emolumentos da Bovespa que são, no momento, de 0,0345% sobre  o valor da operação. Operações daytrade têm custos diferentes.

Principalmente devido à corretagem é que falamos que investimentos muito pequenos em ações não são recomendados. Por exemplo, digamos que você compre uma ação da empresa fictícia ZYX por R$10,00. Como a corretagem no lote fracionário é de R$ 8,90, você gastaria nessa ação, considerando somente a corretagem, R$ 18,90. Uma ação que custou R$ 10,00 teria que subir 89% para começar a superar o valor gasto inicialmente por você.

Para fins didáticos, recomendo sempre utilizar o valor dos custos como parte do preço da ação. Vamos a outro exemplo, ainda considerando somente a corretagem:

  • Se você comprou uma ação a R$ 10,00 e gastou R$8,90 em corretagem, você possui uma ação ao custo de R$ 18,90 (10 + 8,90);
  • Se você comprou duas ações por R$ 10,00 cada e gastou os mesmos R$ 8,90 de corretagem, você possui duas ações ao custo de 28,90 (20 das ações e 8,90 da corretagem), o que dá um custo médio de R$ 14,45 por ação (28,90 / 2);
  • Se você comprou dez ações por R$ 10,00 cada e gastou os mesmos R$ 8,90 de corretagem, você possui dez ações ao custo de 108,90 (100 das ações e 8,90 da corretagem), o que dá um custo médio de R$ 10,89 por ação (108,90 / 10);

Você percebeu como, quando se aumenta a quantidade de ações compradas, o valor médio por ação diminui? Isso se dá ao fato de a corretagem ser fixa, ou seja, se você compra uma ou cinquenta ações o valor da corretagem será o mesmo. Quanto mais ações você comprar, mais esse valor será “diluído” por ação.

Veja, abaixo, quanto ficaria o custo das operações considerando todas as taxas.

-Digamos que você compre 100 ações da Petrobras no valor de R$ 15,40 por ação.

Valor das ações: R$ 1540,00 (100 x 15,40);

Corretagem na compra: R$ 16,20 (lote padrão)

Emolumentos: R$ 0,53 (1540 x 0,0345%)

Custo total: R$ 1556,73 (1540 + 16,20 + 0,53)

Custo por ação: R$ 15,56 (1556,73 / 100)

Devido às taxas, embora você tenha adquirido as ações por R$ 15,40, as mesmas tiveram um custo final para você de R$ 15,56 por ação.

Valter, quer dizer que, nesse exemplo, desde que eu venda as ações acima de R$ 15,56 terei lucro?

Não!

Os mesmos custos envolvidos na compra, também existem na venda, ou seja, corretagem e emolumentos. Dessa forma, na venda você tem que considerar o valor que receberá pelas ações subtraindo a corretagem e os emolumentos.

No mesmo exemplo, digamos que as ações tenham se valorizado 5%, passado para R$ 16,17 e você tenha decidido vendê-las.

  • Valor bruto da venda: R$ 1617,00 (100 * 16,17);
  • Corretagem: R$ 16,20
  • Emolumentos: R$ 0,55
  • Valor recebido: R$ 1600,25 (1617 – 16,20 – 0,55)
  • Por ação: R$16,0025 (1600,25 / 100)

Embora você tenha vendido suas ações por R$16,17, o valor líquido por ação foi de R$ 16,00 após os custos.

Você investiu R$ 1556,73 e recebeu R$ 1600,25, teve uma rentabilidade de 2,795%. Lembre-se, suas ações tinham se valorizado 5%, mas, devido aos custos da operação, sua rentabilidade final foi menor.

Como diminuir a influencia dos custos?

Basicamente são duas maneiras. Escolher uma corretora com taxas menores e/ou investir em grandes quantidades.

Novamente considerando somente a corretagem no valor de R$ 8,90, teríamos os seguintes “pesos” da corretagem referentes ao número de ações:

  • 1 ação: R$ 8,90 por ação;
  • 10 ações: R$ 0,89 por ação;
  • 100 ações: R$ 0,089;
  • 1000 ações: R$ 0,0089.

Veja como, aumentando-se o número de ações, o “peso” da corretagem por ação diminui, tendo em vista que é um valor fixo.

Como começar a investir em ações

Primeiramente crie conta em alguma corretora. Pesquise sobre a confiabilidade da mesma, bem como sobre suas taxas. Como você viu acima, as taxas influenciam bastante no preço das ações, principalmente em pequenas compras.

Criada e aprovada a conta, você terá acesso ao Home Broker da corretora. Trata-se do sistema que você acessa para ver os valores das ações, ver sua carteira, realizar compra e venda, enfim, fazer seus negócios referentes a ações.

Para realizar os investimentos é necessário ter dinheiro na sua conta na corretora. Dessa forma, você deverá fazer uma transferência do seu banco para a corretora na qual abriu conta. Quando o dinheiro transferido for confirmado na sua conta na corretora, você já poderá realizar suas compras e vendas de ações por meio do home broker.

Cada corretora tem seu próprio home broker. Dessa forma, não há como eu mostrar aqui para vocês como negociar em cada um. Algumas corretoras possuem, inclusive, aplicativos para celular nos quais é possível fazer a compra e venda de ações. Normalmente os aplicativos não possuem todas as ferramentas do home broker, mas são mais simples de operar.

Após abrir sua conta na corretora, familiarize-se com o home broker. Para os mais inexperientes pode parecer assustador no início, mas, na verdade, é simples.

Como identificar as ações

As ações das empresas negociadas na bolsa são identificadas por código. Por exemplo, a Petrobrás é a PETR, a Vale é VALE 🙂 , o Banco do Brasil é BBAS e por aí vai. Como saber o código de uma determinada empresa? Você pode buscar no site da Bovespa ou mesmo no Google.

Você vai perceber que as ações são identificadas com números na frente dos códigos, como PETR3. Neste post expliquei como isso funciona.

Lembrando que para lote padrão (100 ações e seus múltiplos) a identificação é com a sigla normal. Para lotes fracionários (qualquer quantidade de ações como 1, 5, 15 etc) basta identificar com a letra ‘f’ na frente, como, por exemplo, PETR3F.

Como funciona a compra e venda de ações

A bolsa funciona como um mercado aberto no qual várias pessoas atuam comprando e vendendo ações.

Por essa razão, os preços não são fixos, são negociados entre as partes.

Quanto você ouve que determinada ação está com o preço X, trata-se de seu preço de mercado naquele momento, o que não quer dizer que ela não possa ser comprada ou vendida por preço diferente.

Por exemplo, digamos que uma ação da PETR esteja com seu valor de mercado de R$ 30,00. Caso eu possua uma ação PETR, nada me impede de colocá-la à venda na bolsa por R$ 50,00. Logicamente, se há pessoas vendendo por R$ 30,00, por que alguém compraria de mim por R$ 50,00? Em razão disso, as ações são negociadas com preços próximos à média do mercado naquele momento.

Na hora da compra a lógica é a mesma. Se uma ação está com o preço de mercado em R$ 10,00, nada lhe impede de dar uma ordem de compra de R$ 9,90. Caso haja ordem(ens) de venda com o mesmo valor, sua ordem será executada.

Importante salientar que todo o processo de colocar a ordem na Bovespa, bem como realizar os procedimentos de comprar e venda é feito pela sua corretora. Você apenas cadastra a ordem no sistema e acompanha se a mesma foi executada ou não. Ou seja, não é você que tem que procurar de quem comprar ou para quem vender suas ações, você apenas cadastra as ordens, o sistema executa o “cruzamento” entre quem está comprando e quem está vendendo com o mesmo preço.

Executando uma ordem de compra

A execução de uma ordem é simples. Você coloca o código da ação que quer comprar, a quantidade de ações e o preço. Sua ordem ficará na fila de compra. Caso existam ordens de venda com as características por você cadastradas, a mesma será executada.

Abaixo você pode ver a imagem do home broker da Rico e a execução de uma ordem de compra de 100 ações da Petrobras:

Como investir em ações - Passo a Passo

 

Executando uma ordem de Venda

Para vender suas ações o processo é o mesmo. Caso você possua ações, basta  cadastrar uma ordem de venda com qual ação deseja vender (código),  a quantidade e o preço de venda.

A ordem ficará na fila de execução. Caso existam ordens de compra da ação que deseja vender com o mesmo preço, a ordem será executada.

Concluindo

Como vocês puderam ver, investir diretamente em ações é diferente de investir em fundos de ações.

Espero que o presente post tenha servido para mostrar para vocês como investir em ações – passo a passo.

Nos próximos dias devo postar algumas compras e vendas de ações realizadas por mim e o resultado obtido.

LEITORES DO DAX INVESTIMENTOS
Preencha seu e-mail e receba meus artigos gratuitamente!
Garantimos sua privacidade. Não divulgamos seu e-mail!

Leia também:

O que são dividendos – Simples e direto

Pois bem, você sabe o que são dividendos? Não? Vamos ao artigo então! Dividendos, em ...

4 comentários

  1. Valter, você deve ser algum tipo de milagreiro kkkkk, pois após anos finalmente alguem conseguir me fazer entender como funciona a bolsa de valores. Muito obrigado

  2. José Anderson Conceição da Silva

    Muito bom!!! simples e objetivo.. ajudou muito, continue com seu trabalho está contribuindo muito

    • Obrigado José, em breve publicarei posts com conteúdos mais aprofundados sobre ações. Esse aqui foi só o básico para quem é iniciante, siga acompanhando. Abraço.

Wordpress SEO Plugin by SEOPressor