:: DAX Investimentos - Os melhores investimentos - ARTIGO: Série Quebrando Mitos: 1º- Dinheiro não é importante


Série Quebrando Mitos: 1º- Dinheiro não é importante

Você considera pedras em formato de triângulo importantes? Não? Aposto que você não tem muitas pedras em formato de triângulo!

Você considera galhos de árvores em formato de Y importantes? Não? Aposto que você não tem muitos galhos de árvores em formato de Y!

Você acha que quem não considera dinheiro importante terá muito dinheiro?

Então, até hoje todas as pessoas que já me disseram que não consideram dinheiro importante não possuem dinheiro.

Muitas pessoas, por não terem obtido sucesso na tarefa de “ter dinheiro”, buscam desculpas para seu fracasso. Assim, é mais fácil atribuir características negativas ao dinheiro do que admitir o próprio insucesso.

dinheiroA opinião de quem não considera dinheiro importante pode e deve ser levada em consideração sobre quaisquer outros assuntos, menos sobre dinheiro, exceto se a sua intenção for não possuir dinheiro, aí muda de figura.

Assim, caso seu objetivo seja não possuir dinheiro, a opinião de quem não tem dinheiro e não o considera importante é muito válida.

Você já viu alguém muito rico dizendo que dinheiro não é importante? Eu não!

Perdoe-me pelo início “forte”, mas continue a leitura que você vai entender a ideia!

Quem já não ouviu frases do tipo:

– Do que adianta ter dinheiro e não ter saúde?

Eu digo, por que “cargas d’água” a pessoa não pode ter os dois?

Outros dizem:

-Prefiro não ter dinheiro a ser ganancioso e não espiritualizado!

Eu digo, quando você tem dinheiro você é obrigado a ser ganancioso e/ou não espiritualizado? Eu penso que não.

Possuir dinheiro não lhe atribui “defeitos” que você já não possua.

Uma pessoa gananciosa vai ser assim, com dinheiro ou sem.

Caso você se considere uma pessoa boa, caridosa, espiritualizada, etc, o fato de possuir mais ou menos dinheiro não vai alterar suas características positivas, pode até potencializá-las. Em um dos próximos posts você entenderá melhor do que estou falando.

O ideal é ficar claro que o dinheiro é importante nas áreas onde é relevante, por exemplo: você pode ter um amigo que não tem um centavo, mas que conversar com ele lhe faz muito bem. Nesse contexto – conversas proveitosas com amigos –  dinheiro não é relevante.

Em outras oportunidades, também, você pode ter ótimos momentos com sua família sem gastar nada. Nesse cenário – momentos de lazer com a família – dinheiro não é relevante, o sentimento envolvido sim.

Então: Dinheiro deve ser considerado importante nos cenários onde é relevante e dispensável onde não é.

Para comprar uma casa, um carro, fazer uma grande viagem, formar patrimônio, etc, dinheiro é relevante, não é mesmo? Nesses cenários, ele é importante!

Dar ao dinheiro a importância que ele merece, nos cenários e momentos corretos, é o primeiro passo a ser dado rumo à liberdade financeira.

Ninguém possui muito do que não considera importante, portanto, se queremos um vasto patrimônio que nos possibilite uma tranquilidade e liberdade financeiras, o dinheiro é o principal ativo e, nesse cenário, é importante.

Não pensar dessa forma bloqueia nosso potencial financeiro. Se você atribui ao dinheiro características negativas, você acha que seu cérebro vai trabalhar firme em métodos de conseguir mais dinheiro? Claramente, não!

Nosso cérebro é uma máquina perfeita. Se julgarmos que algo é negativo, o cérebro não fará qualquer esforço em desenvolver formas de conseguir mais desse “algo negativo”.

Portanto, elimine da sua vida frases como “dinheiro não é importante” ou “é só dinheiro”.  Nos cenários nos quais ele é necessário, ele é muito importante.

Experimente falar para seu companheiro ou companheira que ele não é importante para você e veja o que acontece.

Eu lido com o dinheiro quase que como com uma “entidade viva”: tratando-o bem ele fica comigo e aumenta, tratando-o mal ele vai embora.

Parto do princípio que você considera a posse de um grande patrimônio relevante, caso contrário não estaria em um blog sobre investimentos, não é mesmo? Então, o principal ativo que nós investidores lidamos é o dinheiro, dessa forma, para nós, ele é importante.

Espero que você entenda a ideia envolvida no processo de considerar o dinheiro importante. Não tem nada a ver com mesquinhez, apego materialista ou coisas do tipo, é algo muito mais profundo que, com os próximos posts espero deixar claro.

Abraço a todos e até breve.

LEITORES DO DAX INVESTIMENTOS
Preencha seu e-mail e receba meus artigos gratuitamente!
Garantimos sua privacidade. Não divulgamos seu e-mail!