:: DAX Investimentos - Os melhores investimentos - ARTIGO: Como prever resultado dos investimentos?


Como prever resultado dos investimentos?

Muitas pessoas veem os investimentos financeiros quase como uma casa de apostas. Muitos sonham, inclusive, em aprender como prever o resultado dos seus investimentos. É possível fazer isso? Veja a seguir.

Estou aproveitando o período atual de bastante turbulência no mercado financeiro para fazer algumas considerações bastante úteis. Estamos no início de 2020, época de surto do Covid-19 (Coronavírus), mercado internacional agitado, eventual crise no petróleo e política nacional borbulhando.

É o cenário de caos perfeito.

A bolsa de valores ontem (09/03/2020) teve que ser paralisada devido à queda superior a 10%, evento conhecido como “circuit breaker”.

Enquanto muitos investidores estavam arrancando os cabelos outros estavam totalmente serenos. Mas por que isso acontece?

Investimento vs Especulação

Existe uma grande diferença entre investir e especular:

  • Investir é aplicar seu dinheiro em bons ativos hoje, visando ter um capital maior no futuro, a médio e longo prazos.
  • Especular é aplicar seu dinheiro em determinado ativo “prevendo” uma eventual alta e vender após essa alta acontecer.

Eu não critico quem especula. Cada um é dono do próprio dinheiro e faz o que quer com ele, mas eu prefiro seguir pelo caminho do investimento.

Com a popularização da internet e de canais como YouTube, a quantidade de pessoas que aventuram-se a dar conselhos sobre investimentos cresceu bastante. Muitos garantem que suas análises são capazes de identificar investimentos em vias de se valorizarem, que darão um ganho certo ao investidor.

Alguns acreditam que podem identificar o momento certo de comprar e de vender determinado ativo, sempre obtendo lucro na operação.

Contudo, goste ou não, a verdade é que ninguém é capaz de prever.

No mercado de ações, por exemplo, você pode analisar detalhadamente uma empresa, analisar a variação dos preços da ação e identificar o “momento ideal” de comprar.

Sua análise poderia ter sido perfeita, mas não preveria uma fase como a que estamos passando, na qual bons ativos não param de se desvalorizar devido a preocupação do mundo com o surto do Covid-19.

Prognósticos são possíveis, previsões não. Contudo, nem prognósticos servem quando passamos por um período atribulado como o que estamos passando.

Imagina o investidor novato que resolveu entrar na bolsa essa semana e passa por evento como o de ontem? Ele teria “perdido” boa parte do seu dinheiro e, provavelmente, venderia seus ativos mesmo com prejuízo e nunca mais voltaria a investir.

Como investir com segurança então?

Uma coisa aprendi durante todos esses anos é que eventos fora do comum ocorrem diversas vezes.

Crises ocorrem o tempo todo. O mercado nunca fica “normal”, não adianta tentar prever.

Certamente você encontrará pessoas na internet mostrando ocasiões nas quais tiverem grandes “lucros” comprando e vendendo determinado ativo. Mostrar depois que deu certo é fácil, não é mesmo?

Será que essa pessoa perdeu quantas vezes até a ocasião na qual lucrou?

Repito, não critico quem faz isso, mas é mais um jogo do que um investimento.

Então como fugir desse perde-ganha?

Como disse antes, eu invisto pensando no médio e longo prazos.

Eu sempre digo que o dinheiro só tem dois caminhos possíveis: aumentar ou diminuir, nunca é estável.

Nós temos uma determinada renda para viver. O ideal é que sobre uma parte dessa renda. O que você faz com ela?

  • Gasta? Então diminui.
  • Guarda no colchão? Então diminui, pois o dinheiro é corroído pela inflação.
  • Investe em bons ativos? A médio e longo prazos sempre aumenta.

É simples ver que a última opção é a melhor. Investindo sempre em bons ativos, no futuro, teremos mais capital do que temos hoje e, consequentemente, um padrão de vida melhor.

Mais em qual ativos investir?

Tesouro Direto

Muitos dizem que não investem mais no Tesouro Direito, pois com os juros baixos ele “rende pouco”. Contudo, eu tenho boa parte da minha carteira investida no Tesouro Direito, principalmente em títulos de prazos bem longos. Com isso eu garanto uma rentabilidade “baixa”, mas estável durante muito tempo.

Esse tipo de investimentos passa imune pelas crises e atribui bom nível de segurança à minha carteira.

Pensando a médio e longo prazos, quanto menos você mexer no dinheiro aplicado é melhor, então, para minha filosofia de investimento, aplico em papeis que não preciso mexer por enquanto, deixo eles rendendo, pouco, mas sempre.

Além disso, investimentos sobre os quais há cobrança de imposto de renda sobre a rentabilidade, se você aplicar e resgatar várias vezes terá que pagar o imposto em todas elas. Caso aplique em um de prazo longo, só pagará o IR uma vez no final.

Fundos Imobiliários

Outra parte da minha carteira é composta por Fundos Imobiliários e ações, principalmente por Fundos Imobiliários.

Eu gostos dos FIIs, pois são bem mais fáceis de analisar e acompanhar do que as empresas da bolsa.

Além disso, FIIs são historicamente menos voláteis que ações. Em dias de caos como ontem, por exemplo, eles também caem, mas menos que as ações.

Fundos Imobiliários, no geral, possuem imóveis que geram renda, como alugueis, por exemplo. 95% dessa renda tem que ser distribuída aos cotistas do fundo.

Dessa forma, eu procuro escolher bons Fundos Imobiliários que possuam vários e bons imóveis e vários e bons inquilinos.

Se eu possuo um FII que possui determinados imóveis e inquilinos que geram uma renda X de aluguel mensal, não importa o que ocorra na bolsa, ou seja, não importa se o preço das cotas subam ou caiam, receberei o mesmo aluguel de antes.

Alugueis dos Fundos Imobiliários são independentes do preço das cotas.

Mesmo em relação ao preços das cotas, como disse antes, invisto pensando no médio e longo prazos. Eu quero ter daqui a 10 anos, por exemplo, um capital maior do que tenho hoje. Em relação ao preços das cotas, contanto que lá no futuro elas tenham se valorizado, terei feito um bom negócio, não importa o que tenha ocorrido no meio do caminho.

Assim, essas variações que ocorrem o tempo todo, bem como esses períodos de baixa como o que está ocorrendo agora em nada me preocupam.

Se eu invisto em um FII que possui 10 bons imóveis, com vários bons inquilinos, não importa se a cota cair 10%. Ele continuará tendo os mesmos 10 imóveis, os mesmos inquilinos e gerando a mesma renda mensal.

O sobe e desce dos preços ocorre sempre. Caiu agora, daqui a pouco sobe de novo e depois cai de novo.

Eu não perco tempo tentando prever. Escolho bons FIIs que geram boa renda. Para quem ainda não conhece, recomendo o relatório Desmistificando FII para análise e escolha de bons Fundos Imobiliários.

Essa estratégia tem me garantido além crescimento patrimonial continuo, momentos de tranquilidade quando muitos investidores estão desesperados com as quedas da bolsa.

LEITORES DO DAX INVESTIMENTOS
Preencha seu e-mail e receba meus artigos gratuitamente!

Leia também:

Banco Sofisa Direto é Confiável

Banco Sofisa Direto é Confiável? Veja

Quando falamos em investimentos em renda fixa, quase que invariavelmente, recomendamos que o investidor fuja …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *